Crescimento do setor de serviços dos EUA desacelera em junho, aponta PMI

segunda-feira, 6 de julho de 2015 11:05 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A expansão do setor de serviços dos Estados Unidos desacelerou pelo terceiro mês consecutivo em junho, pressionada pelo enfraquecimento no crescimento da produção e do emprego, mostrou o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Markit nesta segunda-feira.

A leitura final do PMI para o setor de serviço caiu para 54,8 em junho, igual à leitura preliminar. Leitura acima de 50 sinaliza expansão da atividade.

Com isso, o PMI Composto ficou em 54,6, também igualando a preliminar de junho e ante 56,0 em maio.

O componente de emprego do índice de serviços caiu para 54,1 ante 55,5 em maio, que foi o maior nível desde junho de 2014.

"Embora ainda sinalize crescimento moderado em junho, as pesquisas do setor industrial e de serviços indicam que a taxa de crescimento econômico desacelerou significativamente desde o início do trimestre, quando os negócios foram impulsionados por uma recuperação da fraqueza relacionada ao clima", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson, em comunicado.

"A perda de ímpeto de crescimento vista nas pesquisas significa que o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) pode desacelerar novamente no terceiro trimestre e as contratações podem diminuir de maneira similar".

(Por Chuck Mikolajczak)