Sem acordo não haverá dinheiro, diz membro do Conselho do BCE à Grécia

quarta-feira, 8 de julho de 2015 08:41 BRT
 

PARIS (Reuters) - Uma reunião de líderes da União Europeia no domingo para tratar da crise grega será “de fato, o prazo final” para a Grécia chegar a um acordo com os credores ou enfrentar o risco do colapso econômico, disse nesta quarta-feira Christian Noyer, membro do Conselho do BCE.

Noyer afirmou que o BCE já havia interpretado as suas próprias regras "ao máximo" para ajudar a Grécia, e será obrigado a cortar A liquidez assim que não houver perspectiva de um acordo.

"A economia grega está à beira da catástrofe, nós definitivamente precisamos de um acordo no domingo. É o prazo final. Depois, será tarde demais", disse.

"Nos últimos seis meses mantivemos uma tábua de salvação para os bancos gregos e colocamos enormes somas de dinheiro em cima da mesa ... Nossas regras nos obrigam a parar imediatamente no momento em que não houver perspectiva de um acordo político sobre um programa, ou no momento em que o sistema bancário grego se desintegrar, o que acontecerá se entrar em default geral em todos os seus débitos".

Membros da zona do euro deram a Grécia até o final da semana para apresentar novas propostas em troca de empréstimos que irão evitar a saída do país do bloco monetário europeu. Os líderes dos 28 países da União Europeia irão se reunir no domingo.

(Reportagem de Matthias Blamont)

 
Presidente do banco central francês e membro do Conselho do Banco Central Europeu, Christian Noyer. 27/01/2015 REUTERS/Charles Platiau