Minério de ferro despenca 11% na China e atinge menor cotação em 10 anos

quarta-feira, 8 de julho de 2015 11:01 BRT
 

MANILA (Reuters) - Os preços do minério de ferro no mercado à vista da China caíram nesta quarta-feira para o menor nível em 10 anos, devido a uma perspectiva negativa para a economia e a uma forte queda nos mercados acionários do país.

As ações na China despencaram com o aviso do órgão regulador de que investidores estão caminhando para um "sentimento de pânico" e com o mercado dando sinais de congelamento, à medida que empresas tentam escapar da forte queda em seu valor de mercado ao suspender a negociação de suas ações.

O minério com entrega imediata no porto chinês de Tianjin caiu pelo décimo dia consecutivo, para 44,10 dólares por tonelada, recuo diário de 11,3 por cento, atingindo a menor cotação em 10 anos, segundo o The Steel Index.

O mercado acumula perdas de 33 por cento do pico de 65,40 dólares registrada em junho.

"Com a crise da dívida grega e com os crescentes temores sobre a perspectiva de crescimento da economia chinesa a dominarem os negócios no curto prazo, nós esperamos que os preços do minério de ferro no mercado à vista permaneçam sob grande pressão no terceiro trimestre", disse o analista Kash Kamal, da Sucden Financial.

Um novo aumento nos estoques de minério nos portos da China e um recuo nos preços do aço elevaram o sentimento baixista no mercado.

Além disso, a entrada de mais produção de baixo custos de mineradoras da Austrália e do Brasil ameaçam derrubar ainda mais os preços, disseram analistas.

A China é o principal mercado da brasileira Vale, maior produtora global de minério de ferro.

(Por Manolo Serapio Jr.)

 
Pelotas de minério de ferro em Kiruna, na Suécia.  08/04/2015   REUTERS/Balazs Koranyi