Ninguém ignora “dificuldades” na economia, mas governo espera reverter situação em breve, diz Temer

quarta-feira, 8 de julho de 2015 12:38 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O vice-presidente da República Michel Temer afirmou nesta quarta-feira que “ninguém” desconhece que a economia do país passa por dificuldades, mas acrescentou que medidas tomadas pelo governo irão reverter a situação em “breve tempo”.

Segundo Temer, que exerce interinamente o cargo de presidente da República com a viagem de Dilma Rousseff à Rússia, é exatamente por reconhecer a situação econômica que o Executivo deu início ao ajuste fiscal.

“Ninguém ignora que há dificuldades transitórias em relação à economia. Mas essas medidas todas que estão sendo tomadas pelo Executivo, volto a dizer, com o apoio explícito do Congresso Nacional, é que reverterão essa tendência”, disse ao comentar dados da inflação divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve a maior alta para junho em 19 anos, de 0,79%, mas abaixo do esperado.[nL1N0ZO0KP]

“Eu espero, aliás, o governo espera que em breve tempo, não sei se neste ano ainda , mas em breve tempo essa reversão se verifique”, afirmou, após participar de sessão solene na Câmara dos Deputados.

Ao ser questionado se é possível classificar de “golpismo” as movimentações da oposição para um impeachment da presidente Dilma, Temer afirmou que “não vale a pena levar adiante” essa discussão.

O vice-presidente e articulador político do governo voltou a dizer irá manter essa atuação e reiterou que já vinha exercendo a articulação política antes de Dilma transferir oficialmente a atribuição a ele.

(Por Maria Carolina Marcello)

 
Vice-presidente da República Michel Temer durante cerimônia em Brasília.  19/03/2015   REUTERS/Ueslei Marcelino