Alívio na China sustenta ganhos em Wall Street; Apple cai

quinta-feira, 9 de julho de 2015 18:42 BRT
 

Por Noel Randewich

(Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quinta-feira, depois que Wall Street encontrou um alívio nos esforços do governo chinês para evitar uma turbulência no mercado de ações da China, o que animou os mercados no mundo inteiro.

As ações da Apple (AAPL.O: Cotações) contrariaram o mercado e registraram sua primeira baixa consecutiva de cinco dias desde janeiro, uma vez que os investidores estão preocupados que os consumidores na China possam ter menos dinheiro para gastar em iPhones.

O índice Dow Jones .DJI fechou em alta de 0,19 por cento, a 17.548 pontos. O S&P 500 .SPX subiu 0,23 por cento, a 2.051 pontos. O Nasdaq .IXIC subiu 0,26 por cento, a 4.922 pontos.

Para combater a queda nos mercados, a agência reguladora de valores mobiliários da China tomou a medida drástica de proibir que acionistas com participações superiores a 5 por cento vendam seus papéis nos próximos seis meses.[nL1N0ZP01S]

As ações chinesas perderam mais de 30 por cento dos seus valores desde meados de junho. Alguns investidores temem que a turbulência no mercado chinês possa desestabilizar o sistema financeiro global, o que pode ser um risco maior do que a crise na Grécia.