Premiê grego defende escolhas "difíceis" de plano de resgate

sexta-feira, 10 de julho de 2015 19:18 BRT
 

ATENAS (Reuters) - O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, defendeu as dolorosas medidas propostas no plano de resgate de seu governo e apresentadas ao Parlamento do país nesta sexta-feira, alegando que são difíceis mas ajudarão a manter a Grécia na zona do euro.

Ao argumentar que uma combinação de aumento de impostos e corte nos gastos foi melhor do que muitos pontos no pacote rejeitado em referendo no domingo, Tsipras insistiu ter recebido apoio importante para reestruturar a enorme dívida pública da Grécia.

"Pela primeira vez temos sobre a mesa uma discussão substancial para reestruturação da dívida", afirmou o premiê durante debate no Parlamento antes da votação para analisar as propostas.

Tsipras afirmou que a Grécia cumprirá o pagamento de 6,8 bilhões de euros em títulos que estão vencendo do Banco Central Europeu (BCE) em julho e agosto.

O premiê afirmou ainda que o controle de capitais imposto aos bancos não forçará o governo a tomar novas medidas fiscais.

(Reportagem de Angeliki Koutantou, Michele Kambas, Costas Pitas)