Hillary Clinton vai criticar obsessão de empresas pelo lucro rápido em discurso

sábado, 11 de julho de 2015 18:07 BRT
 

Por Jonathan Allen

NOVA YORK (Reuters) - A candidata a presidente Hillary Clinton vai afirmar em discurso na segunda-feira que as empresas nos Estados Unidos estão muito concentradas nos lucros a curto prazo, especialmente em Wall Street, e vai reforçar o apelo para que os trabalhadores conquistem melhores salários e melhores condições para ficar com a família.

Favorita para conquistar a nomeação do Partido Democrata para as eleições de novembro de 2016, Clinton pretende que o discurso resuma a teoria econômica que alicerça sua campanha, segundo a qual ela promete ser a candidata ideal para "os americanos do dia-a-dia".

O principal concorrente de Clinton para a nomeação, o socialista Bernie Sanders, senador pelo estado de Vermont, tem atraído grandes públicos em seus comícios e vem aos poucos diminuindo a diferença para Clinton nas pesquisas adotando uma estratégia que realça o movimento de seu partido em direção a posições mais progressistas, à esquerda. 

Em uma universidade historicamente progressista em Nova York, Clinton irá dizer em seu discurso que o tamanho da economia norte-americana combina mais com políticas que empoderem a classe média de forma direita, e não com políticas que permitam que a riqueza se acumule entre a minoria abastada, de acordo com um resumo fornecido por sua equipe de campanha.

Os detalhes e custos das propostas virão à público mais tarde, segundo sua campanha. Isso pode ser prato cheio para os opositores, especialmente da ala mais progressiva do partido, para quem a plataforma de Clinton é muito vaga para se avaliar.