Acordo com a Grécia teve por base a cooperação franco-alemã, diz Steinmeier

segunda-feira, 13 de julho de 2015 09:17 BRT
 

VIENA (Reuters) - Os ministros das Relações Exteriores da França e da Alemanha afirmaram que o acordo de última hora firmado na segunda-feira de manhã com a Grécia se baseou na cooperação franco-alemã.

Os líderes da zona do euro conseguiram fazer com que a Grécia cedesse grande parte da sua soberania a uma supervisão externa em troca de permanecer em conversações para um pacote de resgate de 86 bilhões de euros (95 bilhões de dólares) de ajuda para manter o país, quase falido, na moeda única europeia.

"O status que temos agora, após esta noite de longas e difíceis negociações, não teria sido alcançado sem a cooperação franco-alemã", disse o ministro de Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, à margem das negociações nucleares com o Irã em Viena.

"Ainda há passos difíceis à nossa frente para alcançar uma solução para um pacote de resgate. Cabe principalmente à Grécia mostrar que está pronta e é capaz de reconstruir a confiança com as suas próprias decisões", disse Steinmeier sobre o acordo.

"Este acordo é uma boa notícia, pois possibilita que a Grécia permaneça na zona euro e permite que o euro permaneça sólido", disse Laurent Fabius, o chanceler da França.

"Eu queria destacar o grau em que as relações franco-alemãs foram cruciais para chegar a um compromisso e reunir todos os europeus", acrescentou Fabius

(Reportagem por Shadia Nasralla e John Irish)

 
Ministro de Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, durante encontro em Viena. 13/07/2015   REUTERS/Leonhard Foeger