Bovespa sobe 1% com avanço da Vale e melhora nos mercados externos

segunda-feira, 13 de julho de 2015 18:00 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa começou a semana no azul, guiada pelo forte avanço de papéis do setor de mineração e siderurgia e tendo como pano de fundo a melhora no ambiente acionário global, após acordo na zona do euro para um resgate da Grécia.

O Ibovespa subiu 1,01 por cento, a 53.119 pontos. O volume financeiro do pregão, contudo, somou apenas 5,43 bilhões de reais, mostrando que os agentes financeiros ainda estão reticentes com a bolsa paulista, particularmente com o front doméstico.

Entre as apreensões locais está o quadro político conturbado que, na visão de agentes financeiros, pode dificultar o cumprimento de compromissos fiscais pelo governo, considerados essenciais para retomada confiança e do crescimento.

"O clima político ainda é ruim com muitos rumores de pressões políticas sobre o ministro Joaquim Levy (Fazenda) e sobre mudanças na meta fiscal", disse o trader Thiago Montenegro, da Quantitas Asset Management.

No final da semana passada, o UBS cortou as ações brasileiras para "underweight" em seu portfólio para os mercados emergentes, citando entre outros fatores um cenário macroeconômico corrente muito fraco.

No exterior, após negociações durante toda a noite, líderes da zona do euro fizeram a Grécia ceder grande parte de sua soberania à supervisão externa para obter ajuda financeira a fim de manter o país no bloco de moeda única.

O índice acionário europeu FTSEurofirst 300 encerrou em alta de 1,88 por cento, enquanto o norte-americano S&P 500 avançou 1,11 por cento.

Também repercutiam números melhores do que o esperado sobre o comércio exterior da China no mês passado, enquanto as bolsas chinesas subiram, alimentando esperanças de alguma estabilização.   Continuação...