Lucro do Wells Fargo recua pelo 2º trimestre seguido por alta nos custos

terça-feira, 14 de julho de 2015 14:00 BRT
 

Por Neha Dimri e Anil D'Silva

(Reuters) - O Wells Fargo teve queda no lucro pelo segundo trimestre consecutivo, pressionado por alta em custos com funcionários e outras despesas em um momento em que está enfrentando crescimento lento de receita.

Menores taxas de juros comprimiram o lucro líquido do banco norte-americano nos últimos dois trimestres, encerrando cinco anos de alta nos lucros direcionada por um forte crescimento do refinanciamento hipotecário.

Embora o Wells Fargo e outros grandes bancos dos Estados Unidos estejam fazendo mais empréstimos, o crescimento da margem financeira líquida, ou receita com juros livre de provisões, tem sido lento devido a juros baixos.

A margem financeira do Wells Fargo cresceu 4 por cento no segundo trimestre, uma queda significativa ante o crescimento de 97,5 por cento divulgado no primeiro trimestre de 2009.

O banco espera que a aquisição de 9 bilhões de dólares do portfólio comercial da General Electric impulsione a receita com juros no trimestre atual, disse o diretor financeiro, John Shrewsberry, em uma teleconferência nesta terça-feira.

O Wells Fargo fez 62 bilhões de dólares em empréstimos imobiliários no trimestre, acima dos 47 bilhões um ano antes e dos 49 bilhões de dólares no primeiro trimestre. A receita total subiu 1 por cento, para 21,3 bilhões de dólares.

Enquanto isso, o lucro líquido aplicável aos detentores de ações ordinárias caiu de 5,42 bilhões para 5,36 bilhões de dólares.