Alívio da dívida dará à Grécia chance de crescer, diz FMI

terça-feira, 14 de julho de 2015 20:42 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Um novo e grande alívio da dívida daria à economia da Grécia uma chance de se recuperar e se tornar autossustentável ao longo do tempo, disse um alto funcionário do Fundo Monetário Internacional nesta terça-feira.

O FMI atualizou na segunda-feira suas projeções para as necessidades de financiamento da Grécia e concluiu que a situação da dívida do país é "insustentável", disse o funcionário, que falou sob condição de anonimato.

Isso significa que os credores europeus do país precisam dar um desconto ou um período de carência de 30 anos para a dívida grega.

O alívio da dívida seria necessário para que o FMI possa participar de qualquer novo resgate grego. As regras do FMI proíbem a concessão de empréstimos a um país, a menos que a dívida pública esteja num caminho considerado sustentável.

A Grécia não realizou um pagamento ao FMI e também terá de quitar os montantes atrasados. Mas o funcionário do fundo credor disse que, se os países europeus concederem uma alívio da dívida, a Grécia poderá se recuperar.

"Temos deixado claro... precisamos de uma solução concreta e ambiciosa para o problema da dívida", disse o funcionário do FMI. "Eu não acho que isso seja um artifício... Se você der 30 anos de carência, você irá permitir que nesse tempo a dívida caia... com a volta de algum crescimento."

(Reportagem de Howard Schneider)

 
Manifestantes anti-União Europeia protestam em frente ao Parlamento grego, em Atenas, na Grécia. 13/07/2015 REUTERS/Christian Hartmann