Carteira de pedidos firmes a entregar da Embraer atinge US$22,9 bi no 2º tri

quarta-feira, 15 de julho de 2015 09:45 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) da Embraer atingiu 22,9 bilhões de dólares no segundo trimestre, alta de 12 por cento frente ao trimestre anterior e o maior patamar da história da empresa, informou a fabricante de aeronaves nesta quarta-feira.

No primeiro trimestre, a carteira de pedidos firmes a entregar encerrou em 20,4 bilhões de dólares.

No período de abril a junho, a Embraer entregou 27 jatos para a aviação comercial e 33 para a aviação executiva, em um total de 60 aeronaves – diante de 58 entregues no mesmo período no ano passado, segundo comunicado. 

O destaque do trimestre foram os 2,6 bilhões de dólares em pedidos firmes, pelo atual preço de lista, anunciados durante o evento Paris International Air Show, em junho. [nL1N0Z10JP]

O valor inclui sete E190 para a chinesa Colorful Guizhou Airlines; dez E175 para a United Express, da United Continental Holdings; oito E175 para a americana SkyWest Airlines, a serem operadas pela Alaska Airlines; além de 15 E190-E2 e dez E195-E2 para a empresa de leasing norte-americana Aircastle --não consideradas as opções e direito de compra previstos nos contratos.

A Embraer já havia anunciado em maio pedidos da Tianjin Airlines para 22 aeronaves (20 E195 e dois E190-E2), o que a tornou a primeira companhia aérea chinesa a adquirir os E-Jets

E2. Outro contrato foi anunciado no mesmo período com a Azul Linhas Aéreas para a venda firme de 30 jatos E195-E2. [nE6N0WI07K]

(Por Luciana Bruno)

 
Avião Embraer E-175 na fábrica da empresa, em São Jose dos Campos. 16/10/2014 REUTERS/Roosevelt Cassio