Merkel alerta para caos sem negociações sobre novo plano de ajuda à Grécia

sexta-feira, 17 de julho de 2015 08:09 BRT
 

Por Paul Carrel

BERLIM (Reuters) - A chanceler alemã, Angela Merkel, fez um alerta nesta sexta-feira aos parlamentares do país para que apoiem o início das negociações sobre um terceiro programa de resgate à Grécia, afirmando que a alternativa seria o caos e que as sugestões para que Atenas saia temporariamente da zona do euro não vão funcionar.

Merkel fez as declarações em um pronunciamento ao Parlamento, que deve dar sua clara aprovação para a zona do euro começar as negociações sobre o novo programa de ajuda, apesar de o ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schaeuble, ter questionado a eficácia do plano.

Schaeuble chegou a sugerir que seria melhor a Grécia passar um tempo fora da zona do euro para resolver seus persistentes problemas econômicos. Mas Merkel defendeu com firmeza as negociações de um novo acordo com a Grécia para impedir a saída do país da zona do euro, o que poderia afetar toda a união monetária.

"A alternativa a esse acordo não seria uma saída temporária da zona do euro... mas sim um previsível caos", disse Merkel à câmara baixa do Parlamento. "Seriamos grosseiramente negligentes, e agiríamos de forma irresponsável, se nós ao menos não tentarmos esse caminho", disse.

A incompreensão popular é profunda na Alemanha, o país da zona do euro que mais tem contribuído para os dois resgates anteriores da Grécia desde 2010, sobre o envio de mais ajuda para Atenas.

Mas Merkel demonstrou ceticismo de que uma saída temporária grega do bloco de moeda única resolveria o problema, dizendo que nem a Grécia nem os outros 18 países membros da zona do euro estão dispostos a aceitar a ideia. "Por consequência, esse caminho não é viável", disse.

(Reportagem de Caroline Copley e Paul Carrel)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7729)) REUTERS PF CMO

 
Chanceler alemã, Angela Merkel, durante sessão no Parlamento alemão, em Berlim.  17/07/2015   REUTERS/Axel Schmidt