Mercosul quer se tornar instrumento efetivo para enfrentar crise econômica, diz Dilma

sexta-feira, 17 de julho de 2015 16:00 BRT
 

(Reuters) - A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira que o Mercosul decidiu se tornar um instrumento efetivo para enfrentar as dificuldades econômicas atuais enfrentados pelos países que integram o bloco.

Dilma disse ainda que a prioridade do Mercosul será a conquista de novos mercados, em discurso durante o brinde no almoço em homenagem aos chefes de Estado do bloco, em Brasília.

A presidente também anunciou a decisão de que a Bolívia, até então país associado do Mercosul, passará a fazer parte do bloco sul-americano como país membro e que os processos para que isso ocorra serão acelerados.

(Por Bruno Marfinati)

 
A presidente Dilma Rousseff cumprimenta o presidente da Bolívia, Evo Morales, durante cúpula de chefes de Estado do Mercosul e Países Associados, em Brasília, nesta sexta-feira. 17/07/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino