Bovespa cai 1,4% por deterioração política e Petrobras

sexta-feira, 17 de julho de 2015 17:50 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou em queda nesta sexta-feira e com giro novamente fraco, pressionada por preocupações com o cenário político e com a Petrobras guiando as perdas após anunciar pagamento de multa bilionária à Receita Federal.

O Ibovespa caiu 1,37 por cento, a 52.341 pontos.

O giro financeiro totalizou 4,75 bilhões de reais, novamente abaixo da média diária negociada no ano, de 6,75 bilhões de reais. A média em julho está em 5,2 bilhões de reais.

Na semana, o principal índice do mercado acionário brasileiro acumulou declínio de 0,47 por cento.

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), anunciou nesta sexta-feira seu rompimento com o governo e disse que defenderá que o PMDB também vá para a oposição, adicionando incertezas a um ambiente político já conturbado.

"Foi mais um capítulo de que a governabilidade está muito difícil e que tende a piorar ainda mais, elevando incertezas principalmente sobre o necessário ajuste fiscal", disse o gestor Eduardo Roche, da Canepa Asset Management.

"Essa nova confusão vem em um momento delicado, com a Moody's no país. A dúvida é quanto isso pode ainda afetar a avaliação da agência", acrescentou, referindo-se à missão da agência de classificação de risco no país nesta semana.

A Moody's avalia o Brasil como "Baa2", com perspectiva negativa, e analistas veem como elevada a chance de corte na nota para "Baa3", que deixaria o país na última classificação dentro do grau de investimento.   Continuação...