Bancos gregos estão prontos para abrir na segunda-feira, filas são esperadas

domingo, 19 de julho de 2015 12:24 BRT
 

Por Lefteris Papadimas

ATENAS (Reuters) - Os bancos gregos devem receber longas filas, mas não devem ter maiores problemas quando reabrirem suas portas na segunda-feira pela primeira vez em três semanas, apesar de os saques ainda estarem limitados e o controle do capital continuar em vigor, disseram autoridades sêniors dos bancos neste domingo.

A reabertura cautelosa dos bancos, e um aumento no valor das taxas em alimentos de restaurantes e transporte público a partir de segunda-feira, visa restaurar a confiança dentro e fora da Grécia, após um acordo de ajuda para reformas na semana passada ter evitado a falência do país.

O primeiro-ministro Alexis Tsipras está tentando virar a esquina após os termos de resgate que ele aceitou com relutância terem gerarem uma rebelião em seu partido Syriza, de esquerda.

Ele demitiu rebeldes do partido em uma remodelação do governo na sexta-feira e está buscando um rápido início das negociações sobre um acordo de resgate com parceiros europeus e o Fundo Monetário Internacional (FMI) antes das eleições, que devem ocorrer em setembro ou outubro segundo o ministro do Interior Nikos Voutsis.

No sábado o governo divulgou um decreto ordenando que os credores abram suas portas na segunda-feira, após terem fechado no dia 29 de junho para evitar o colapso do sistema, com um aumento dos saques pelas preocupações com a crise da dívida grega.

O chefe da associação de bancos da Grécia Louka Katseli pediu aos gregos, que poderão sacar 420 euros por semana de uma vez, ao invés de 60 euros por dia, que coloquem seu dinheiro de volta.