SunEdison mira energia solar em telhados nos EUA com negócio de US$2,2 bi

segunda-feira, 20 de julho de 2015 10:58 BRT
 

(Reuters) - A norte-americana SunEdison, especializada em energia solar, anunciou nesta segunda-feira que irá comprar a Vivint Solar em um negócio avaliado em cerca de 2,2 bilhões de dólares, incluindo dívidas, para expandir sua participação no negócio de instalações solares em residências e comércios.

A Vivint é a segunda maior empresa em instalação de painéis solares em telhados, atrás apenas da SolarCity, e possui operações em sete Estados americanos, incluindo a Califórnia e Nova York.

A demanda por sistemas solares em telhados tem crescido nos Estados Unidos devido à queda no preço dos equipamentos, que permitiu que novas empresas entrassem nesse mercado com a venda de energia a preços menores que os oferecidos por usinas convencionais.

A oferta da SunEdison representa um prêmio de 51,7 por cento frente ao preço por ação da Vivint na sexta-feira.

No Brasil, a SunEdison assinou na semana passada contrato para entrar no bloco de controle da empresa de renováveis da Cemig, a Renova Energia, ao comprar a participação da Light na unidade.

A SunEdison também fechou a compra, por meio de sua controlada TerraForm Global, de pequenas centrais hidrelétricas e parques eólicos da Renova que somam 336 megawatts por 587 milhões de reais em dinheiro e 1 bilhão de reais em ações da TerraForm Global, cuja oferta pública de ações está em andamento.

A SunEdison ainda poderá comprar 2.204 megawatts em parques eólicos e solares da Renova no Brasil assim que estes entrarem em operação, entre 2017 e 2020, por 13,4 bilhões de reais em ações da TerraForm Global.

A TerraForm Global é uma empresa da SunEdison que investe em ativos de geração de energia elétrica já em operação em mercados emergentes, com foco no recebimento de dividendos.

(Por Anannya Pramanick, em Bangalore)