Respostas da política econômica serão mais fortes em 2016, diz diretor do BC

segunda-feira, 20 de julho de 2015 18:07 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O diretor de Assuntos Internacionais do Banco Central, Tony Volpon, afirmou nesta segunda-feira que o processo de ajuste das expectativas para a inflação está em curso e que, ao longo do tempo, isso deve implicar em queda mais expressiva das perspectivas para 2016, ano em que as respostas da política

econômica "devem se manifestar com maior potência".

Reiterando que a meta de levar a inflação para o centro da meta de 4,5 por cento em 2016 é factível e se baseia em exercícios quantitativos realizados com modelos do BC, Volpon também chamou a atenção para o efeito do aumento do desemprego para a queda da inflação ao participar de encontro com investidores promovido pela CM Capital Markets em São Paulo.

(Por Bruno Federowski)