Grécia envia projeto de lei necessário para iniciar conversas de resgate

terça-feira, 21 de julho de 2015 08:14 BRT
 

ATENAS (Reuters) - O governo grego enviou ao Parlamento nesta terça-feira a legislação exigida pelos credores internacionais para iniciar as conversas sobre o pacote de resgate ao país.

O primeiro-ministro Alexis Tsipras tem até quarta-feira à noite para fazer com que essas medidas sejam adotadas pela assembleia. Um primeiro conjunto de reformas provocou uma rebelião em seu partido na semana passada e só foi aprovado graças a votos de partidos de oposição favoráveis à União Europeia.

O segundo projeto, embora menos desagregador, ainda será um teste para a enfraquecida maioria do premiê. Ele transforma em lei novas regras da União Europeia sobre apoio a bancos falidos, decretadas após a crise financeira de 2008 com o objetivo de proteger contribuintes do risco de terem que resgatar bancos com problemas.

O projeto também inclui a adoção de novas regras para o sistema de Justiça civil do país, com o objetivo de acelerar os processos judiciais e cortar custos.

Junto com seus parceiros de coalizão do partido de direita Gregos Independentes, Tsipras tem 162 assentos no Parlamento de 300 assentos. Mas a rebelião da semana passada cortou seu apoio para apenas 123 votos, o que significa que ele provavelmente precisará novamente de votos da oposição.

(Reportagem de Lefteris Papadimas e Ingrid Melander)

 
Premiê grego, Alexis Tsipras, durante cerimônia de possse de ministros no Palácio Presidencial, em Atenas. 18/07/2015 REUTERS/Alkis Konstantinidis