BC japonês acalma governo sobre número menor de reuniões de política monetária

terça-feira, 21 de julho de 2015 09:24 BRT
 

Por Sumio Ito e Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - O banco central do Japão realizará um número menor de reuniões de política monetária a partir do próximo ano, assegurando ao governo que irá tomar medidas para manter a comunicação regular entre eles, de acordo com fontes familiarizadas com as discussões.

O BC japonês decidiu em junho reduzir o número de reuniões anuais para oito, ante as atuais 14, em conformidade com as práticas do Banco Central Europeu e do Federal Reserve, banco central norte-americano.

Isso não significa necessariamente menos trabalho. Em quatro dos encontros, o banco central vai emitir relatórios com novas projeções econômicas e de preços de longo prazo, o dobro do atual.

Também começará a publicar um resumo das discussões uma semana após cada encontro, antes de liberar as atas em uma data posterior. Isso permitirá que os investidores tenham em conta as discussões dos encontros anteriores ao prever medidas de políticas do banco na decisão de juros posterior.