Porto de Santos tem recorde de movimentação com exportação de soja, açúcar e óleo

terça-feira, 21 de julho de 2015 15:38 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O maior porto do país, o de Santos, registrou um recorde de movimentação de cargas no primeiro semestre de 2015, com crescimento de 4,3 por cento ante 2014 impulsionado pelos embarques de importantes commodities exportadas pelo Brasil, como soja, açúcar e óleo combustível, além de produtos em contêineres.

Os maiores volumes exportados --que permitiram ao porto superar o recorde semestral que havia sido registrado em 2013 (53,7 milhões de toneladas)-- têm ajudado a evitar maiores problemas para a balança comercial brasileira, num momento de queda nos preços de produtos básicos, entre outros.

"O resultado foi ainda mais expressivo do que havíamos projetado e decorreu, principalmente, do aumento verificado nas exportações, que cresceram 6,1 por cento em relação a 2014, disse o diretor presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Angelino Caputo, em nota.

O complexo soja (que inclui soja em grão, farelo e óleo) foi o destaque no período, com embarques de 13,6 milhões de toneladas, alta de 3 por cento ante o ano anterior. O açúcar, segunda carga de maior movimento em Santos, atingiu 7,2 milhões de toneladas, alta de 2,4 por cento na mesma comparação.

As exportações de óleo combustível cresceram 19,7 por cento no semestre em relação a 2014, a terceira carga mais movimentada em 2015, com 1,2 milhão de toneladas. As outras cargas de maior movimentação foram a celulose (1,6 milhão de toneladas), óleo diesel e gasóleo (997,5 mil t), sucos cítricos (970 mil t) e milho (928 mil toneladas), que registrou crescimento de 21,8 por cento ante o mesmo período do ano passado.

A movimentação de cargas conteinerizadas também marcou um recorde para o período, atingindo 1,8 milhão de TEUs (unidade de tamanho), alta de 6,6 por cento em relação a 2014, quando a movimentação de contêineres havia sido história. Em toneladas, o crescimento atingiu 13,4 por cento, para 19,8 milhões.

Nas importações, o complexo portuário santista registrou aumentou de apenas 0,5 por cento em relação a 2014. A carga de maior movimentação neste fluxo foi o enxofre, com 933 mil toneladas, seguido do adubo (928 mil t) e sal (507 mil t). A carga com maior incremento na importação, em relação ao ano anterior, foi o minério de ferro, com alta de 24 por cento, para 312 mil toneladas.

CORRENTE DE COMÉRCIO CAI   Continuação...