Votação sobre resgate da Grécia testará rebelião no partido Syriza

quarta-feira, 22 de julho de 2015 08:20 BRT
 

Por Costas Pitas e Angeliki Koutantou

ATENAS (Reuters) - O governo de esquerda da Grécia fez um apelo nesta quarta-feira a parlamentares descontentes para que apoiem as reformas exigidas para o início das conversas sobre o acordo de resgate, à medida que o primeiro-ministro Alexis Tsipras enfrenta o segundo grande teste no Parlamento em uma semana.

Um primeiro conjunto de reformas voltado em grande parte para aumentos de impostos e disciplina tributária desencadeou uma rebelião em seu partido na semana passada, e só foi aprovado graças a votos de partidos de oposição que são pró-União Europeia.

O projeto de lei que os parlamentares vão votar nesta quarta-feira cobre regras para lidar bancos falidos e para acelerar o sistema Judiciário -- duas outras condições definidas pela zona do euro e o FMI para abrir as negociações sobre o empréstimo de resgate de 86 bilhões de euros.

É praticamente certo que a legislação será aprovada, apesar de protestos planejados, depois que os partidos de oposição anunciaram seu apoio ao governo. Porém, com as divisões no Syriza, de Tsipras, escancaradas pela rebelião da semana passada de 39 deputados, a votação desta quarta-feira será acompanhada de perto para ver se o premiê perderá ainda mais apoio.

 
Ministro das Finanças da Grécia, Euclid Tsakalotos, durante sessão parlamentar, em Atenas.   220/07/2015  REUTERS/Yiannis Kourtoglou