Governo vai reduzir meta de superávit primário também em 2016, diz fonte

quarta-feira, 22 de julho de 2015 13:47 BRT
 

Por Patrícia Duarte e Luciana Otoni

SÃO PAULO/BRASÍLIA (Reuters) - O governo brasileiro vai reduzir a meta de superávit primário de 2016, fixada em 2 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), afirmou nesta quarta-feira à Reuters uma fonte familiarizada com o assunto, acrescentando não ter detalhes de quanto será o ajuste ou quando será anunciado.

Segundo a fonte, a mudança será encaminhada ao Congresso Nacional via alteração da proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Outra fonte ouvida pela Reuters afirmou que seria muito difícil cumprir a atual meta de primário em 2016, sobretudo após a redução do objetivo deste ano que será anunciado no final da tarde.

Segundo as fontes, a meta de superávit primário deste ano, fixada em 66,3 bilhões de reais, equivalente a 1,1 por cento do PIB, será reduzida a 0,15 por cento do PIB. O governo sofre para colocar as contas públicas em ordem diante da fraca atividade econômica e crise entre o Executivo e o Legislativo.

Segundo a primeira fonte citada, a meta deste ano será dividida da seguinte forma: 0,10 por cento para o governo federal e 0,05 por cento para Estados e municípios.

(Reportagem adicional de Alonso Soto, em Brasília)