Basf dividirá os negócios de pigmentos em dificuldade

quarta-feira, 22 de julho de 2015 19:04 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A indústria química alemã Basf vai criar entidades separadas para seus negócios de pigmentos e observar todas as opções, incluindo vendas das operações que têm sofrido com excesso de capacidade industrial.

A mudança afeta negócios de tintas, revestimentos, impressões e indústrias de plástico, dentre outras, com vendas de cerca de 1 bilhão de euros em 2014, e 2,5 mil funcionários, disse a Basf nesta quarta-feira.

Um porta-voz disse que a Basf avaliaria todas as opções e que nenhuma decisão foi tomada ainda, declinando comentar se a Basf procuraria por um novo proprietário.

"Com uma organização totalmente dedicada a pigmentos, nós nos adaptaremos melhor aos desafios na indústria", disse Alexander Haunschild, que irá liderar a nova unidade de negócios global da Basf que compreenderá as atividades de pigmentos, sem dar mais detalhes.

Uma pessoa familiarizada com o setor e que pediu para não ser identificada, disse que algumas empresas de private equity recentemente mostraram interesse em comprar e reestruturar negócios de pigmentos que estejam com problemas e que, além da Basf, outros acordos na Europa poderiam acontecer.

(Por Ludwig Burger e Patricia Weiss)