23 de Julho de 2015 / às 23:15 / em 2 anos

Localiza faz promoções no 2º trimestre e lucro recua 7%

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A empresa de aluguel de veículos e gestão de frotas Localiza viu seu lucro cair no segundo trimestre, em um período marcado por ações promocionais e recuo da tarifa média.

Entre abril e junho, o lucro líquido foi de 93,4 milhões de reais, queda de 7,2 por cento na comparação anual, informou a Localiza nesta quinta-feira.

“A necessidade de estimular a demanda com tarifas promocionais no atual cenário macroeconômico e competitivo resultou em redução da tarifa média (na divisão de aluguéis de carros), cujo efeito no resultado tem sido amenizado pela redução da despesa de depreciação”, disse a empresa em seu relatório de resultados.

Na divisão de frotas, a tarifa média também caiu com o aumento do prazo dos contratos “sem comprometer a rentabilidade”.

Segundo o diretor de finanças e relações com investidores, Roberto Mendes, a tarifa média de aluguel de carros caiu 5 por cento e o de frota de veículos, 1,6 por cento.

“No segundo semestre vamos continuar usando a nossa estratégia de combate à concorrência e de buscar oportunidades no mercado de aluguel de carros e frotas”, disse o executivo.

A empresa disse que mantém uma forte posição de caixa, perfil de dívida confortável e que está investindo em inteligência comercial. O objetivo é “mitigar os efeitos do cenário macroeconômico e competitivo, e aproveitar as oportunidades que possam surgir”, afirmou a Localiza.

No trimestre, a receita líquida da Localiza subiu 5 por cento, para 949,5 milhões de reais. Enquanto a receita de aluguel caiu 2,3 por cento (a 450,3 milhões de reais), a de seminovos cresceu 12,5 por cento (para 499,2 milhões).

A Localiza comprou 16.211 carros no segundo trimestre e vendeu 16.071, em um investimento de 53,1 milhões de reais.

Mendes disse que as montadoras de automóveis têm preferido reduzir a oferta e aumentar o preço do carro para compensar os custos maiores e o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), em vez de oferecer preços mais baixos.

“Por outro lado ... o aumento do carro novo reflete (na revenda) do carro usado. Por isso, a depreciação dos carros cai”, disse o executivo.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado caiu 7,7 por cento na mesma base de comparação, para 223 milhões de reais.

Por Juliana Schincariol

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below