Conversas sobre resgate grego começam, credores buscam mais ação

segunda-feira, 27 de julho de 2015 10:13 BRT
 

Por Francesco Guarascio e Renee Maltezou

BRUXELAS/ATENAS (Reuters) - As conversas entre a Grécia e seus credoras internacionais sobre o terceiro resgate começaram em Atenas, mas os credores querem ver mais reformas transformadas em lei antes de desembolsarem o primeiro empréstimo para manter o país vivo.

O governo do primeiro-ministro Alexis Tsipras aprovou dois pacotes de medidas no Parlamento este mês como condição para iniciar as negociações de um programa de empréstimos de três anos avaliado em 86 bilhões de euros para manter a Grécia na zona do euro.

Uma porta-voz da Comissão Europeia disse que as equipes das instituições credoras estão agora em Atenas. "O trabalho teve início, o que quer dizer que as instituições estão conversando com as autoridades gregas", disse ela.

As conversas deveriam ter começado na sexta-feira passada, mas foram adiadas por questões organizacionais e de segurança.

"As negociações sobre um Memorando de Entendimento devem progredir o mais rápido possível," disse a porta-voz da Comissão, Mina Andreeve. Ambos os lados querem que um acordo seja concluído antes de 20 de agosto.

A Grécia esteve à beira do desastre no longo impasse entre o governo e seus credores, com Atenas perdendo o prazo de um pagamento de dívida ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e forçada a fechar os bancos no país por três semanas.

Autoridades da UE disseram que os chefes de missão da Comissão Europeia e do Banco Central Europeu (BCE) já estão no país e o novo chefe da missão do FMI chegaria até sexta-feira.

"Mais reformas são esperadas das autoridades gregas para permitir um desembolso rápido sob o Mecanismo Europeu de Estabilidade (ESM, na sigla em inglês). Isso também é o que está sendo discutido neste momento", disse Andreeva.

((Tradução Redação São Paulo 55 11 5644 7509)) REUTERS EN CMO

 
Manifestante pró-Euro segurando a bandeira nacional grega e a bandeira da União Europeia, em Atenas.     09/07/2015   REUTERS/Alkis Konstantinidis