Associação de aço da China diz que 43% dos membros tiveram prejuízo no 1o semestre

segunda-feira, 27 de julho de 2015 12:10 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A Associação de Aço e Ferro da China (Cisa, na sigla em inglês), disse que 43 por cento de seus membros tiveram prejuízos no primeiro semestre, com o setor como enfrentando dificuldades com a queda na demanda e os preços nas mínimas de 20 anos.

Em comunicado, a Cisa disse que seus membros tiveram lucro total de 1,64 bilhão de iuanes (264 milhões de dólares) de janeiro a junho, enquanto as unidades principais de aço sofreram prejuízos agregados de 21,68 bilhões de iuanes no período.

"A demanda insuficiente continua sendo a principal dificuldade diante do setor", disse a Cisa, culpando o crescimento lento em setores com uso intensivo de aço, como maquinário, automóveis e construção naval.

A associação disse que a produção total de aço na China provavelmente atingiu seu pico no ano passado, impulsionada por exportações em máximas recordes, com o consumo doméstico na verdade atingindo o maior patamar em 2013.

A produção na China alcançou 409,97 milhões de toneladas no semestre, queda de 1,3 por cento na comparação anual.

A Cisa, que representa cerca de 100 siderúrgicas grandes e médias, disse que as empresas enfrentam ainda mais risco neste segundo semestre, com muitas provavelmente vendo mais prejuízos como resultado de restrições de crédito e pressões para quitarem dívidas existentes.

(Por David Stanway e Ruby Lian)