Confiança de serviços recua 2,9% em julho e tem nova mínima histórica

terça-feira, 28 de julho de 2015 08:18 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice de Confiança de Serviços (ICS) recuou 2,9 por cento em julho na comparação com o mês anterior, perdendo força pelo terceiro mês seguido e atingindo nova mínima histórica, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira .

Em julho, o ICS atingiu 78,4 pontos, ante 80,7 pontos no mês anterior, quando teve queda de 4,5 por cento.

"Ao início do segundo semestre, as expectativas voltam a piorar, sugerindo a continuidade da fase de queda no ritmo de atividade do setor", destacou o consultor da FGV/IBRE, Silvio Sales.

Segundo ele, entre os fatores que afetam de forma negativa a confiança do setor de serviços estão o enfraquecimento do mercado de trabalho, a redução da demanda empresarial, a alta da inflação e a diminuição da confiança do consumidor.

O Índice da Situação Atual (ISA-S), segundo a FGV, avançou 4,8 por cento em julho sobre o mês anterior, para 59,4 pontos. Mas o Índice de Expectativas (IE-S) caiu 7,1 por cento, a 97,4 pontos.

(Por Camila Moreira; Edição de Alexandre Caverni)