GM e chinesa SAIC vão desenvolver veículos compactos para mercados emergentes

terça-feira, 28 de julho de 2015 11:46 BRT
 

DETROIT (Reuters) - A General Motors disse nesta terça-feira que investirá 5 bilhões de dólares durante os próximos anos para desenvolver, com sua parceira chinesa, uma nova família de veículos Chevrolet direcionados para mercados emergentes que crescem rapidamente, no processo de oferecer a investidores um novo motivo para rejeitarem uma fusão com a Fiat Chrysler Automobiles.

Pela primeira vez, a GM desenvolverá a base de uma nova linha global de veículos em colaboração com a Shanghai Automotive Industry Corp (SAIC), a estatal chinesa que é a parceira primária da GM na China, o maior mercado automotivo do mundo.

A GM e a SAIC vão projetar utilitários esportivos e carros compactos da marca Chevrolet que começarão a ser vendidos em 2019 em mercados em crescimento fora dos Estados Unidos e Europa, incluindo Índia, China, Brasil e México. Os 5 bilhões de dólares vão cobrir a parte da GM no projeto de veículos e adaptação das fábricas, disse a GM.

"Estamos aproveitando vantagem significativa da escala global que possuímos", disse o presidente da GM, Dan Ammann, em entrevista coletiva na segunda-feira antes da viagem planejada ao Brasil. A GM deve detalhar nesta semana investimentos no Brasil e na Índia ligados ao projeto.

A presidente-executiva da GM, Mary Barra, rejeitou uma proposta de sua contraparte da FCA, Sergio Marchionne, para que considere combinar as duas companhias para gerar melhores economias de escala ao desenvolver veículos em conjunto.

(Por Joe White)

 
Vista da frente da fábrica de montagem da GM no Texas. 9 de junho de 2015. REUTRES/Mike Stone