Duratex tem queda de 34,5% no lucro do 2º tri, cita forte retração de pedidos em madeira

terça-feira, 28 de julho de 2015 09:55 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de insumos para a construção civil Duratex sofreu queda de 34,5 por cento no lucro líquido do segundo trimestre sobre o mesmo período do ano passado e citou forte queda de pedidos de madeira por parte da indústria moveleira e desaceleração do mercado imobiliário.

A companhia teve lucro líquido de 38,4 milhões de reais no segundo trimestre, registrando quedas em volumes expedidos de painéis de madeira (13 por cento) e da unidade Deca, voltada a produtos para banheiros (8,9 por cento).

Na unidade de madeira, a empresa afirmou que o início do segundo trimestre foi marcado por antecipação de compras de clientes antes de reajuste de preços promovido pela companhia e que no final do período houve "desaceleração de pedidos, principalmente da indústria moveleira. Essa queda forte de compras do segmento da indústria, mais focado na fabricação de móveis seriados, impactou fortemente as vendas".

Porém, a Duratex afirmou que o segmento voltado para o varejo, mais focado na fabricação de móveis planejados, "teve um desempenho melhor, com vendas estáveis comparadas ao mesmo período do ano anterior".

Apesar da queda no volume de painéis no período, a Duratex viu a receita líquida do segmento crescer 1,5 por cento no período, para 629 milhões de reais, ajudada por alta de preços.

"Esse aumento auxiliou na manutenção das margens que estão

pressionadas pela baixa utilização de capacidade e aumento de custos, principalmente com o aumento da energia elétrica, que passou a representar 10 por cento dos custos de produção, contra 8 por cento no trimestre anterior", afirmou a Duratex no balanço.

No segmento Deca também houve redução de demanda por conta fraqueza do setor imobiliário, que foi contrabalançada por aumento de preços pela companhia.

A receita líquida total da Duratex somou 965 milhões de reais no segundo trimestre, praticamente estável sobre o faturamento do mesmo período do ano passado.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) da Duratex foi de 243,4 milhões de reais, queda de 11,4 por cento ano contra ano.

A empresa afirmou que contratou consultoria para buscar áreas de corte de despesas. Segundo a companhia, o projeto mapeou 300 "macroações" para melhoria de eficiência e redução de custos.