MPF diz que presidente licenciado da Eletronuclear recebeu propina de R$4,5 mi

terça-feira, 28 de julho de 2015 10:59 BRT
 

CURITIBA (Reuters) - O diretor-presidente licenciado da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, recebeu 4,5 milhões de reais em propinas das empresas Andrade Gutierrez e Engevix, disse nesta terça-feira o procurador do Ministério Público Federal Athayde Ribeiro Costa.

O executivo foi preso mais cedo nesta terça-feira pela Polícia Federal em uma nova etapa de investigações da operação Lava Jato, que tem como foco contratos firmados por empreiteiras com a Eletronuclear, subsidiária da Eletrobras.

(Reportagem de Sergio Spagnuolo)

 
Vista panorâmica da usina nuclear de Angra dos Reis no Rio de Janeiro, da Eletronuclear, subsidiária da Eletrobras. 31 de agosto de 2011. REUTERS/Ricardo Moraes