Aneel aprova pequena redução no preço da energia de usinas do regime de cotas

terça-feira, 28 de julho de 2015 12:31 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira pequena redução nas Receitas Anuais de Geração (RAG) das usinas que vendem energia por meio do regime de cotas, com o preço médio caindo dos atuais 37,37 reais por megawatt-hora (MWh) para 37,27 reais por MWh.

Entre essas usinas estão as hidrelétricas que aceitaram, em 2012, a antecipação da renovação de suas concessões proposta pelo governo federal.

As novas tarifas valem entre 1º de julho deste ano e 30 de junho de 2016 para energia produzida em cerca de 60 usinas.

Além da redução do preço, o sistema de cotas --em que a energia é mais barata por não remunerar mais investimentos já amortizados-- também recebeu novas usinas neste ano, segundo a Aneel, elevando de cerca de 8,5 mil para 11,4 mil MW médios o total de energia produzida dentro deste modelo.

Na reunião desta terça-feira, a Aneel também aprovou uma redução temporária, de 484 MW médios, nas cotas da energia da Chesf, subsidiária da Eletrobras, destinadas a distribuidoras até o fim deste ano, por conta da Medida Provisória (MP) 677, que prorrogou até 2037 os contratos da Chesf com grandes consumidores industriais do Nordeste, entre os quais estão unidades da Vale, Braskem e Gerdau.

(Por Leonardo Goy)