Montadora de caminhões MAN corta expectativa de lucro após prejuízo no 2o tri

terça-feira, 28 de julho de 2015 13:49 BRT
 

MUNIQUE (Reuters) - A fabricante alemã de caminhões MAN cortou suas expectativas de lucro e vendas para este ano, depois de divulgar prejuízo para o segundo trimestre devido a custos de reestruturação e a queda na demanda no Brasil.

A montadora, subsidiária da Volkswagen, anunciou no mês passado planos para cortar 1.800 empregos em sua principal divisão de caminhões na Europa como parte dos esforços da controladora de enxugar a unidade e reanimar o lucro.

A MAN está mais exposta do que as rivais Daimler e Volvo aos problemas no Brasil, onde tem sido líder de mercado para caminhões com mais de 5 toneladas métricas por mais de uma década, pois não tem presença no crescente mercado norte-americano.

O grupo anunciou nesta terça-feira que registrou prejuízo trimestral de 19 milhões de euros uma vez que custos de 170 milhões de euros para reorganizar a produção de caminhões prejudicou os resultados.

"Não é uma tarefa fácil iniciar medidas fundamentais e intensivas de custos para proteger o crescimento futuro em tempos economicamente difíceis", disse o presidente-executivo, Georg Pachta-Reyhofen.

O lucro operacional para o ano inteiro no grupo será "impactado significativamente" por custos de reestruturação, enquanto as vendas vão cair ligeiramente abaixo dos níveis do ano passado, afirmou a MAN, sendo que havia projetado antes lucro e vendas estáveis.

(Por Andreas Cremer)