GM prevê investir R$13 bi no Brasil até 2019

terça-feira, 28 de julho de 2015 17:48 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A General Motors planeja dobrar seus investimentos no Brasil para 13 bilhões de reais até 2019 que incluirão o lançamento de uma nova linha de veículos no país, disseram executivos da montadora norte-americana nesta terça-feira.

Falando em coletiva de imprensa em São Paulo, o chefe da GM para América do Sul, Jaime Ardila, disse que o investimento será direcionado para o desenvolvimento de novas tecnologias e produtos, não para aumentar a capacidade da companhia no Brasil.

O anúncio ocorreu num momento de forte retração do mercado brasileiro de veículos. As vendas acumularam queda de 18,5 por cento e a produção despencou 20,7 por cento no primeiro semestre sobre um ano antes. Enquanto isso, as vendas da automóveis da GM no país tiveram queda de 27,6 por cento e os licenciamentos de comerciais leves da montadora tiveram recuo de 23 por cento.

O presidente da divisão brasileira da GM, Santiago Chamorro, afirmou que o volume de recursos destinado representa o maior plano de investimentos já feito pela montadora no Brasil.

Segundo a GM, o investimento faz parte de um plano global de 5 bilhões de dólares voltado para fortalecer a competitividade da montadora em mercados em desenvolvimento.

A nova linha de veículos sendo desenvolvida pela GM será destinada a mercados como Brasil, China, Índia e México. A empresa não tem planos de exportá-los para mercados maduros, como os Estados Unidos.

A estratégia marca a primeira vez que a GM desenvolverá a base de uma nova linha global de veículos em colaboração com a Shanghai Automotive Industry (Saic), estatal chinesa parceira primária da GM na China, o maior mercado automotivo do mundo.

A GM e a Saic vão projetar utilitários esportivos e carros compactos da marca Chevrolet que começarão a ser vendidos em 2019 e que vão competir com modelos oferecidos por Renault-Nissan, Volkswagen e outras montadoras.