Usiminas adia de novo a divulgação de resultados trimestrais

terça-feira, 28 de julho de 2015 18:56 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Usiminas adiou a divulgação dos resultados no segundo trimestre, antes previstos para 30 de julho, para data ainda a ser divulgada, informou a empresa nesta terça-feira.

"Em função da alta volatilidade dos preços de minério de ferro no mercado internacional, a administração da companhia decidiu reavaliar os testes de impairment da Mineração Usiminas, o que pode vir a impactar os resultados da companhia", disse a Usiminas em comunicado.

Procurada, a empresa não deu mais detalhes sobre o assunto. Esta é a segunda vez este ano que a Usiminas adia a publicação dos números trimestrais sem informar nova data de divulgação.

Em fevereiro, a empresa decidiu não publicar o balanço de 2014 em meio à guerra travada entre seus acionistas controladores, Ternium e Nippon Steel, pelo comando da maior produtora de aços planos do Brasil.

Os preços do minério de ferro acumulam queda de cerca de 27 por cento desde o início do ano, indo de 71,2 dólares a tonelada no fim de 2014 para 52,2 dólares nesta terça-feira, segundo o índice do mercado à vista na China.

A queda nos preços, causada por receios de excesso de oferta diante da desaceleração da economia chinesa, maior consumidora da commodity, também fez a Gerdau desistir de plano de criar uma unidade de mineração separada, optando este mês por anunciar a incorporação das atividades de produção de minério de ferro às operações no Brasil.

No primeiro trimestre, a área de mineração da Usiminas respondeu por geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 43 milhões de reais, ante um Ebitda consolidado da companhia de 380 milhões.

Pela regra vigente, companhias de capital aberto têm prazo de 45 dias para divulgarem seus números após o término de cada trimestre, com isso, a Usiminas tem até 14 de agosto para apresentar seu resultado.

A ação preferencial da Usiminas deu um salto de 8,3 por cento na Bovespa nesta terça-feira, enquanto o Ibovespa subiu 1,78 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)