Ações chinesas recuperam-se após intervenção restaurar alguma estabilidade

quarta-feira, 29 de julho de 2015 08:48 BRT
 

Por Pete Sweeney e Michelle Chen

XANGAI/HONG KONG (Reuters) - As ações chinesas tiveram retomada de mais de 3 por cento nesta quarta-feira à medida que os últimos esforços de Pequim para sustentar os valores restauraram um pouco de estabilidade ao volátil mercado acionário do país.

Após uma queda dramática de mais de 8 por cento nas ações chinesas na segunda-feira, o regulador do mercado de capitais do país anunciou investigações em incidentes de "dumping" de ações e prometeu comprar papéis para acalmar o mercado, enquanto o banco central sinalizou para mais afrouxamento da política monetária.

Isso ocorreu depois de medidas nas últimas nas quais as autoridades proibiram acionistas com grandes participações de sair de suas posições e emitiram uma série de alertas contra vendas a descoberto, ou apostas em quedas em seu mercado doméstico de ações "classe A".

"A possibilidade para que as ações A recuperem-se no próximo mês é bastante grande dada que a liquidez é boa agora no mercado e a capacidade de venda a descoberto foi em grande parte contida", disse o analista da Haitong Securities Zhang Qi.

O índice de Xangai quebrou uma sequência de três dias de quedas, encerrando o pregão com alta de 3,5 por cento, e o índice CSI300 das maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen saltou 3,1 por cento.

A renovada volatilidade nesta semana levantou questões sobre como Pequim pode se desembaraçar da série de medidas de apoio que aplicou ao mercado acionário.

Alguns investidores estrangeiros dizem que a intervenção estatal pesada também atrasou os planos de liberalização do mercado no centro da agenda de reformas econômicas da China.

 
Paineis com cotações na bolsa de Xangai.   14/07/2015  REUTERS/Aly Song