Lojas Renner vai pedir aval do BC para criar instituição financeira própria

quarta-feira, 29 de julho de 2015 20:32 BRT
 

Por Juliana Schincariol

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A rede de varejo de moda Lojas Renner vai pedir autorização ao Banco Central para criar uma instituição financeira própria, em um momento em que sua área de produtos financeiros é responsável por cerca de um terço da geração de caixa da companhia.

A nova empresa será chamada de Realize Crédito, Financiamento e Investimento, segundo informações divulgadas nesta quarta-feira em ata de reunião do Conselho de Administração que aprovou a estratégia.

Além da financeira, o Conselho da Lojas Renner também aprovou a rescisão de acordo comercial da empresa com o Banco Indusval, que tinha como objetivo exploração de atividade de emissão de cartões de crédito das bandeiras Visa e Mastercard junto aos clientes da rede de varejo.

Segundo a Lojas Renner, o acordo não chegou a ser implementado devido a "impedimentos de ordem operacional, e não teve efeitos entre as partes".

No primeiro trimestre, a geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização da área de produtos financeiros da Lojas Renner correspondeu a 34 por cento do Ebitda total da empresa. Além disso, ao final de março, o total de Cartões Renner emitidos somava 24,7 milhões, tendo atingido uma participação de cerca de 48 por cento sobre as vendas de mercadorias do primeiro trimestre.