BC eleva taxa de juros em 0,5 pp, para 14,25% ao ano; Volpon se abstém de reunião

quarta-feira, 29 de julho de 2015 21:36 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central elevou a taxa básica de juros em 0,50 ponto percentual nesta quarta-feira, para 14,25 por cento ao ano, em decisão unânime do Comitê de Política Monetária (Copom) após reunião da qual o diretor de Assuntos Internacionais, Tony Volpon, absteve-se de participar, "a fim de evitar possíveis prejuízos à imagem" do BC.

Em uma mudança de tom, o Copom informou no comunicado que a decisão foi tomada "avaliando o cenário macroeconômico, as perspectivas para a inflação e o atual balanço de riscos" e que entende que "a manutenção desse patamar da taxa básica de juros, por período suficientemente prolongado, é necessária para a convergência da inflação para a meta no final de 2016".

Nesta reunião, Volpon decidiu se abster de participar "a fim de evitar possíveis prejuízos à imagem do Banco Central do Brasil, sendo essa decisão em caráter pessoal e irretratável", segundo comunicado do BC.

Em pesquisa da Reuters, 42 dos 55 analistas consultados projetavam alta de 0,50 ponto percentual na Selic, com o restante vendo aumento de 0,25 ponto percentual na taxa. [nL1N1041N0]

Este foi o sétimo aumento seguido na Selic desde o início do atual ciclo de aperto, em outubro, repetindo a dose de alta em 0,5 ponto percentual pela sexta vez seguida. Com isso, a taxa volta para o maior nível desde agosto de 2006, de 14,25 por cento.

(Por Marcela Ayres)