Petrobras sinaliza novos contratos com empreiteiras que se adequarem a regras mais rígidas

sexta-feira, 31 de julho de 2015 12:37 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Grandes empreiteiras como Odebrecht, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa poderão voltar a fechar contratos com a Petrobras caso se adaptem a regras corporativas novas e mais rígidas estabelecidas pela petroleira, disse nesta quinta-feira o diretor de governança da estatal, João Elek.

"Nós criamos um bloqueio cautelar. Ele nunca foi planejado para ser de duração indeterminada... Na medida que eles atenderem nossos quesitos, vão poder voltar a se relacionar conosco", disse o executivo, ao ser questionado sobre novos contratos com grandes empreiteiras envolvidas em denúncias da Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Ele não deu prazo, no entanto, para que essa liberação ocorra.

Segundo Elek, há atualmente 32 companhias na "lista negra" de fornecedores da Petrobras que estão impedidos de assinar novos contratos. O número vem crescendo, afirmou o diretor.

No início do ano, por exemplo, 23 companhias, incluindo algumas das maiores empresas de construção e engenharia do Brasil, estavam com pagamentos congelados e impedidas de participar de licitações de novos contratos com a Petrobras.

Elek assumiu em janeiro o cargo de diretor de Governança, Risco e Conformidade.

Desde então, segundo ele, dez funcionários da Petrobras já foram afastados de suas funções por suspeita de envolvimento em corrupção e propina.

(Por Rodrigo Viga Gaier e Marta Nogueira)