Ações gregas despencam depois de cinco semanas sem negociações

segunda-feira, 3 de agosto de 2015 08:04 BRT
 

Por George Georgiopoulos e Angeliki Koutantou

ATENAS (Reuters) - O mercado acionário da Grécia sofria fortes perdas nesta segunda-feira, despencando quase 23 por cento na abertura antes de recuperar-se um pouco, depois de cinco semanas fechado por temores de que o país estava prestes a ser forçado a deixar a zona do euro.

Um gestor de fundos descreveu o movimento como "comportamento de manada" e disse que poucas pessoas estão comprando.

O principal índice de Atenas caía 17,07 por cento, às 7h59 (horário de Brasília), após a queda inicial que foi maior que qualquer perda em um dia registrada na bolsa. Em comparação, o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 subia 0,64 por cento.

As ações do setor bancário, que são cerca de 20 por cento do índice grego, eram particularmente atingidas. O papel do National Bank of Greece, maior banco comercial do país, despencava 30 por cento, o limite diário de volatilidade. O índice geral do setor bancário também tinha perdas de 29,9 por cento.

"Parece que as ações de bancos terão mais espaço para cair na terça-feira antes que as ofertas surjam", disse o gestor de fundos, que não quis ser identificado. "Vai demorar alguns dias para que o mercado se equilibre".

"Companhias não financeiras terão um desempenho melhor que os bancos, já que suas perspectivas são melhores e estão menos expostos ao mercado doméstico", disse o analista da Beta Securities Manos Chatzidakis.