Lucro do HSBC sobe impulsionado por Hong Kong; banco vende unidade brasileira

segunda-feira, 3 de agosto de 2015 09:54 BRT
 

HONG KONG/LONDRES (Reuters) - O HSBC superou as expectativas com crescimento de 10 por cento no lucro no primeiro semestre graças a um forte desempenho em Hong Kong e anunciou que fechou a venda de seu negócio no Brasil ao Bradesco por 17,6 bilhões de reais (5,2 bilhões de dólares).

A venda faz parte do plano do presidente-executivo, Stuart Gulliver, para vender unidades com desempenho fraco e reduzir custos, incluindo o corte de quase 50 mil empregos, para tentar melhorar os retornos.

O HSBC disse que o crescimento do lucro no primeiro semestre foi impulsionado por uma alta de investimentos em Hong Kong entre clientes individuais causada pela disparada nos mercados chineses no começo deste ano.

O HSBC tem se tornado cada vez mais dependente de Hong Kong para os lucros enquanto seus negócios na Europa, Estados Unidos e outros mercados emergentes desacelera. O banco disse que está considerando realocar sua sede de volta à ex-colônia britânica.

O HSBC divulgou seu lucro antes de impostos nos primeiros seis meses do ano ficaram em 13,6 bilhões de dólares, ante 12,3 bilhões um ano antes e muito acima da estimativa média entre analistas de 12,5 bilhões segundo pesquisa realizada pelo banco.

(Por Lawrence White e Steve Slater)

 
Filial do HSBC no Rio de Janeiro.   09/06/2015   REUTERS/Sergio Moraes