Índice de commodities recua com dados industriais na China e excesso de oferta

segunda-feira, 3 de agosto de 2015 11:43 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Os preços das commodities recuaram novamente nesta segunda-feira, com algumas delas tocando mínimas de vários anos, em meio a uma preocupação com excesso de oferta combinada a uma menor demanda na China, depois que a atividade industrial no país, o que mais consome matérias-primas no mundo, encolheu mais que o esperado no mês passado.

O cobre e o açúcar despencaram para os menores níveis em mais de seis anos, enquanto o petróleo Brent tocou mínima de seis meses, ligeiramente acima de 50 dólares por barril.

O índice Thomson Reuters/Core Commodity CRB, que inclui 19 commodities, já acumula recuo de 31 por cento nos últimos 12 meses, tendo atingido o menor nível em mais de seis anos na sexta-feira. No fim da manhã desta segunda, o índice tinha perda de cerca de 1 por cento.

Especuladores realizaram mais vendas nos mercados de commodities nesta segunda-feira, depois que dados mostraram que as condições para as indústrias chinesas se deterioraram para o pior nível em dois anos.

(Por Eric Onstad)