Consultoria PSR estima que Angra 3 só ficará pronta em 2020

segunda-feira, 3 de agosto de 2015 12:29 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A consultoria PSR, especializada no setor elétrico, estimou em relatório a clientes que a usina nuclear de Angra 3 iniciará operação apenas em janeiro de 2020, contra uma previsão divulgada pela Eletrobras Eletronuclear de que o empreendimento poderia gerar energia comercialmente em dezembro de 2018.

A PSR ressaltou à Reuters, no entanto, que o cronograma projetado para a usina nuclear não leva em conta eventuais efeitos sobre as obras que possam ser causados pela citação de Angra 3 na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que passou a investigar o pagamento de propinas e a formação de cartel na licitação do projeto.

Depois de ter as obras paralisadas em 1986, a usina nuclear de Angra 3 teve a retomada aprovada pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) em 2007. Em 2010 as obras iniciaram, e no ano seguinte foi assinado contrato para a venda da energia da usina, com previsão de entrega a partir de janeiro de 2016.

Segundo informações do site da Eletronuclear, o empreendimento recebeu 4,6 bilhões de reais até março deste ano, de um orçamento estimado em 14,8 bilhões de reais em custos diretos.

O relatório da PSR, que traz um "atrasômetro" das obras do setor, prevê também que as máquinas da principal casa de força da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, devem operar a partir de abril de 2017, contra uma expectativa da Norte Energia, responsável pela usina, de geração em março de 2016.

(Por Luciano Costa)