Lockhart, do Fed, diz que está pronto para apoiar alta dos juros em setembro, segundo WSJ

terça-feira, 4 de agosto de 2015 16:31 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O presidente do Federal Reserve de Atlanta, Dennis Lockhart, disse que economia dos Estados Unidos teria de sofrer "uma deterioração significativa" para ele não apoiar uma alta dos juros em setembro, informou o Wall Street Journal.

"Eu acho que existem parâmetros elevados agora para não agir, falando por mim", disse Lockhart em entrevista ao jornal. "Teria de haver uma deterioração significativa do quadro econômico para eu não me inclinar a seguir em frente."

Seus comentários aumentaram o peso da probabilidade de aumento da taxa de setembro. Lockhart é considerado um centrista na definição de políticas do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na siga em inglês) do Fed, e é um dos cinco presidentes de bancos regionais que têm voto no painel deste ano.

Ele havia se preocupado com a situação do mercado de trabalho no início do ano, mas no começo de maio indicou que um aumento da taxa de setembro era provável. Suas observações ao jornal foram mais enfáticas.

"Em princípio, para a reunião (de setembro), minha visão é de que a economia está pronta e é um momento oportuno para fazer uma mudança", disse ele.