Levy reafirma que câmbio é flutuante ao comentar alta do dólar

terça-feira, 4 de agosto de 2015 19:01 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, voltou a afirmar nesta terça-feira que o câmbio é flutuante e que a desvalorização do real frente ao dólar tem proporcionado maior competitividade para a economia brasileira, principalmente para a indústria manufatureira.

"O dólar é flutuante, permanece flutuante, mas hoje permanece neste valor", disse Levy ao ser questionado sobre atual patamar da moeda norte-americana. O dólar fechou cotado nesta terça-feira a 3,4642 reais na venda, renovando a máxima em 12 anos, após acumular alta de mais de 4 por cento nas últimas quatro sessões.

Falando a jornalistas após reunião do Conselho de Ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex), Levy disse que há indícios de um ajuste na taxa de juros nos Estados Unidos ainda esta ano.

"Nossos principais parceiros estão em processo de ajuste. Muito em breve nos Estados Unidos também vai ter ajuste da taxa de juros. Estão preparando cautelosamente, mas as indicações são de que vai ocorrer este ano, o que tem impacto nos preços dos ativos", disse.

A perspectiva de aumento dos juros nos EUA tem contribuído para a alta recente do dólar ante o real, em meio a incertezas com o atual quadro político e econômico brasileiro.

(Por Luciana Otoni)