Boeing perde acordo de satélite por problemas com crédito dos EUA

quarta-feira, 5 de agosto de 2015 09:01 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - A Boeing está lutando para achar financimento alternativo para um contrato de satélite com valor de "muitos milhões de dólares" que foi descartado pela provedora privada de satélites comerciais ABS devido à incerteza quanto ao futuro do banco de exportação e importação dos Estados Unidos, disseram três fontes familiarizadas com o assunto na terça-feira.

A ABS, baseada nas Bermudas e em Hong Kong, rescindiu seu pedido do satélite em meados de julho, citando a expiração da carta comercial do banco no dia 30 de junho, de acordo com as fontes, que pediram para não ter os nomes divulgados devido à delicadeza do assunto.

O cancelamento marca a primeira vítima conhecida do debate parlamentar sobre o futuro do banco comercial, que empresta dinheiro aos exportadores norte-americanos e seus clientes estrangeiros.

A ABS disse à Boeing que ela teria que considerar a produção do ABS-8 fora do país, dada a ausência do crédito de financiamento de exportações dos Estados Unidos, disseram as fontes.

A Boeing anunciou o contrato com a ABS pela primeira vez em junho, dizendo que o novo satélite, agendado para ser entregue em 2017, iria expandir a transmissão e os serviços empresariais para a Austrália, Nova Zelândia, Oriente Médio, Rússia, Sul e Sudeste da Ásia.

O presidente do Conselho da Boeing, Jim McNerney, expressando frustração quando à recusa de uma pequena minoria de congressistas de aceitar o apoio da maioria ao banco, disse na semana passada que a companhia está agora procurando transferir parte do trabalho comercial para outros países.

(Por Andrea Shalal)