Presidente licenciado da Eletronuclear, preso na Lava Jato, pede demissão

quarta-feira, 5 de agosto de 2015 18:53 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O almirante da reserva Othon Luiz da Silva, preso na operação Lava Jato na semana passada, pediu demissão do cargo de presidente da Eletronuclear, informou nesta quarta-feira a Eletrobras.

Ele estava licenciado do cargo desde abril quando surgiram as primeiras denúncias de pagamento de propina a dirigentes da empresa controlada pela Eletrobras. Na última sexta-feira, o juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal do Paraná, prorrogou a prisão temporária do almirante, acusado de receber 4,5 milhões de reais em propina.

(Por Roberto Samora)