Plataforma de minério de ferro da China considera depósitos para reduzir riscos

quinta-feira, 6 de agosto de 2015 12:29 BRT
 

MANILA (Reuters) - A maior plataforma de negociações físicas de minério de ferro da China está considerando coletar depósitos dos integrantes do mercado, incluindo mineradoras e siderúrgicas, para reduzir os riscos de um calote deles em meio à volatilidade dos preços, disse seu presidente da instituição.

Os preços da produção do aço têm tido altas e baixas ao longo dos últimos meses, aumentando as chances de alguns compradores ou vendedores poderem fugir de acordos firmados a níveis que eles considerem relativamente desfavoráveis.

O minério de ferro se recuperou a 65 dólares/tonelada em junho, ante 47 dólares em abril, foi para 44 dólares em julho, mínima de uma década pelo excedente no mercado, e agora está em torno de 56 dólares.

"Uma disputa ocorreu quando uma parte tentou cancelar a compra ou venda depois da transação estar concluída na plataforma. Nós pensamos que isto é normal porque acontece em mercados tradicionais também", disse You Song, presidente da Iron Ore Trading Corp.

Ele não deu mais detalhes, mas disse que há algumas disputas.

"É por isso que nós iremos introduzir o contrato padrão e a razão de coletarmos depósitos dos integrantes", disse Song à Reuters por telefone, acrescentando que a mudança pode somente ser implementada depois de consulta com os membros.

O movimento pode diferenciar a plataforma chinesa, também conhecida como Corex, em sua competição com a globalORE sediada em Cingapura --que é a maior plataforma do mundo para minério de ferro-- que não requer depósitos de seus membros. Embora o custo adicional dos depósitos possa pesar sobre algumas firmas.

(Por Manolo Serapio Jr.)