BC amplia oferta de swaps e sinaliza maior intervenção no câmbio

quinta-feira, 6 de agosto de 2015 19:35 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco Central anunciou nesta quinta-feira um aumento na oferta de contratos de swap cambial tradicional em leilão para rolagem do lote que vence em 1º de setembro, sinalizando aumento da intervenção no mercado de câmbio, em meio a acentuada alta da moeda norte-americana ante o real.

O BC anunciou que serão ofertados em leilão na sexta-feira até 11 mil contratos de swap cambial, ante oferta diária de 6 mil contratos desde o início do mês. Se mantiver o novo nível de oferta até o fim do mês, o BC vai rolar praticamente 100 por cento do lote que vence em setembro, ante perspectiva anterior de rolagem de 60 por cento, mesmo patamar da rolagem do mês passado.

O movimento de alta do dólar se acentuou nos últimos dias devido ao acirramento da crise política no país, que está dificultando ainda mais a aprovação no Congresso de medidas de ajuste fiscal. A moeda norte-americana acumulou alta de 6,35 por cento ante o real nas últimas seis sessões, e fechou nesta quinta-feira a 3,5374 reais, maior patamar desde 5 de março de 2003.

Durante a sessão, o dólar chegou a subir 2,35 por cento, a 3,57 reais, mas perdeu força depois que declarações do diretor de Política Monetária do Banco Central, Aldo Mendes, serem interpretadas pelo mercado como um sinal de que o BC não estaria satisfeito com o patamar do dólar e poderia aumentar a rolagem.

Em entrevista ao ValorPro, serviço do jornal Valor Econômico, nesta quinta-feira, o diretor disse que o preço do dólar ante o real "está claramente esticado" e que ele entende que "os agentes estão agindo aparentemente com pouca racionalidade".

Os contratos de swap cambial que serão ofertados no leilão de sexta-feira tem vencimento em 1º de julho de 2016 e 1º de dezembro de 2016. O leilão ocorrerá entre 11h30 e 11h40, e o resultado será divulgado a partir das 11h50.

Até o momento, o BC rolou o equivalente a 1,167 bilhão de dólares, ou cerca de 12 por cento do lote total, que corresponde a 10,027 bilhões de dólares.

(Por Flavia Bohone)