Ultrapar vê desempenho de Ipiranga no 3o tri semelhante ao 2o trimestre

sexta-feira, 7 de agosto de 2015 13:20 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo Ultrapar espera que a divisão Ipiranga, de postos de combustíveis, apresente volumes de vendas e lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) no terceiro trimestre com evolução semelhante ao registrado pela empresa nos três meses anteriores, apesar da crise que atinge o setor de veículos do país.

A unidade teve alta de 10 por cento na receita líquida do segundo trimestre sobre um ano antes e de 6 por cento sobre os três primeiros meses do ano. Enquanto isso, o volume de vendas ficou praticamente estável na comparação trimestral e cresceu cerca de 6 por cento sobre o segundo trimestre de 2014.

"No caso de Ipiranga, as tendências não se alteraram. Nossa expectativa para o trimestre em curso é de evolução de volume e Ebitda similar ao segundo trimestre", disse André Covre em sua última teleconferência com analistas ocupando o cargo de diretor financeiro da Ultrapar.

O executivo será diretor-superintendente da Extrafarma, divisão de farmácias do grupo. Para seu lugar, a Ultrapar indicou André Pires de Oliveira, ex diretor financeiro da Gerdau.

Covre afirmou ainda que a divisão de produtos químicos Oxiteno, segunda mais importante para a Ultrapar, deve dobrar o Ebitda no terceiro trimestre sobre o mesmo período do ano passado, apesar da retração da economia que pesa sobre as vendas de especialidades.

Segundo ele, o desempenho do trimestre atual será apoiado pela valorização do dólar contra o real e pela queda nos preços do petróleo. No segundo trimestre deste ano, a Oxiteno apresentou Ebitda de 203 milhões de reais, mais que o dobro do resultado obtido um ano antes.

Covre comentou também que a expectativa da Ultrapar para a área de armazenagem para granéis líquidos Ultracargo é de Ebitda positivo no terceiro trimestre, após despesas no primeiro semestre decorrentes do incêndio em terminal de combustíveis da companhia em Santos. O executivo comentou que peritos seguem avaliando as causas do incêndio e manteve previsão da empresa de receber parte de indenização relativa a seguro das instalações até o final deste ano.

As ações da Ultrapar exibiam queda de cerca de 5 por cento às 13h18, enquanto o Ibovespa mostrava baixa de 2 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)